Sites Grátis no Comunidades.net
  LOJA OKÊ CABOCLO 
Espiritos Elementarais

O MUNDO MÁGICO 
DOS E S P Í R I T O S
E L E M E N T A I S


A Cabala afirma que os elementos (fogo, ar, terra e água) são habitados por seres aos quais se dá o nome de elementares (Shedim).
Os que habitam o fogo chamam-se Salamandras; os do ar, Silfos; os da água, Ninfas ou Ondinas; os da terra, Gnomos ou Pigmeus.
A Cabala ensina que o homem pode, por meio da Magia natural (Maaseh Shedim), entrar em comunicação com os elementares, como também com os elementares, isto é, com os seres espirituais inferiores. O valor destas comunicações, porém, depende do grau de sua moralidade; por isso, não se deve aceitá-las cegamente. Até os mais elevados desta classe não sabem mais do que a continuidade natural das coisas, e podem predizer a vida dos homens somente naqueles pontos que são consequências naturais do seu passado; ignoram as consequências das acções futuras.
 




CARACTERISTICAS
DOS ESPIRITOS DA TERRA

Cor: Verde
Energia: Receptiva.
Metal: Ferro.
Estação: Inverno
Direcção: Norte
Tempo: Noite.




CARACTERISTICAS
DOS ESPIRITOS DA ÁGUA

Cor: Azul
Energia: Receptiva
Metal: Mercúrio, Prata e Cobre
Estação: Outono
Direcção: Oeste
Tempo: Crepúsculo

 




CARACTERISTICAS
DOS ESPIRITOS DO FOGO

Cor: Vermelho
 Energia: Projectiva
Metal: Ouro e Latão
Estacão: Verão
Direcção: Sul
Tempo: Meio-dia




CARACTERISTICAS
DOS ESPIRITOS DO AR

Cor: Amarelo
 Energia: Projectiva
Metal: Estanho e Cobre
Estação: Primavera
Direcção: Este
Tempo: Alvorada

 

 

Os Gnomos

Os espíritos elementares da terra

 

Nome: Gnomos ou Elfos

Chefe: Gob

Elemento: Terra

Atraídos por: Perfumes, sais minerais, pedras, polvos

Carácter: Amigáveis em general mas como tudo na natureza também existem alguns bastante agressivos. Podem ser muito instáveis e utilizar as forças da natureza para provocar mudanças que lhes provoca diversão.

 

     

Os Gnomos são chamados espíritos das árvores, os "homenzinhos velhos da floresta". Eles construem casas com substâncias que parecem-se com o alabastro, o mármore e o cimento, mas a verdadeira natureza desses materiais é desconhecida no plano físico .Afirma- se que cada arbusto, cada planta, cada flor tem o seu espírito da natureza, que frequentemente usa o corpo físico da planta como sua habitação.

Os Pigmeus que vivem no corpo atenuado da Terra, que se denomina éter terrestre agrupam-se sob a denominação geral de Gnomos. Assim como existem muitos tipos de seres humanos evoluindo através dos elementos físicos objectivos da natureza, também há muitos tipos de gnomos desenvolvendo-se através do corpo etérico da natureza.

Existem provas abundantes de que as crianças pequenas frequentemente vêem gnomos, na medida em que seu contacto com o lado material ainda não está completo e que elas funcionam, mais ou menos conscientemente, nos mundos invisíveis.


 

AS Ondinas

O espírito elementar da água


A água é o elemento natural dos habitantes éteros chamados "ondinas", o seu reino encontra-se em toda a parte, pois o planeta contem 70 % de agua. Estes seres não são diminutos, pois como a água tem uma forma difícil de captar , apenas podem ver-se figuras alargadas brilhantes algumas e outras opacas. Nos dias de muito calor saem à superfície e confundem-se com brumas sobre a água, também no inverno saem a passear pela neblina.
Estes elementares, como os outros actuam muitas vezes como portas dimensionais fazia outros lugares sobrepostos com o planeta, tanto quando estão no seu habitat como fora dele. Quando estão presentes na neblina muito espessa, tomam uma cor verde opalino e há que ter cuidado de não passar por esses lugares pois podem registrar-se fenómenos extraordinários de que muitas vezes não se pode saber nada acerca dos mesmos.

                                        

As Ondinas, os Elfos da água, funcionam na essência invisível e espiritual chamada éter húmido. A beleza parece ser uma característica comum dos espíritos da água. Onde quer que as encontremos, seja na arte ou em lendas mitológicas (aparecem como sereias), são sempre cheias de graça e simetria. Controlando o elemento água - que sempre foi um símbolo feminino - é natural que os espíritos da água sejam com mais frequência simbolizados como fêmeas. Existem muitos grupos de Ondinas.
Algumas habitam cataratas, onde podem ser vistas entre os vapores; outras têm o seu habitat nos pântanos, charcos e brejos, entretanto outras, ainda, vivem em claros lagos de montanha. Em geral quase todas as Ondinas se parecem com seres humanos na forma e tamanho, embora aquelas que habitamos rios e fontes tenham proporções menores. Normalmente elas vivem em cavernas de corais ou nos juncais à margem dos rios ou das praias. As Ondinas servem e amam sua rainha, Necksa.
Elas são antes de tudo seres emocionais, amigáveis para com a vida humana e que gostam de servir à humanidade. Às vezes são representadas cavalgando golfinhos marinhos e outros peixes grandes, e parecem ter um amor especial pelas flores e plantas, às quais servem de maneira tão devotada e inteligente quanto os gnomos. Os antigos poetas diziam que as canções das Ondinas eram ouvidas no vento oeste e que as sua vidas eram consagradas ao embelezamento da Terra material.

AS Salamandras

O espírito elementar do fogo

                                           

Os cabalistas dizem que as Salamandras são as criaturas mais belas e mais perfeitas que existem nos elementos, porque são compostas das mais subtis partes do fogo universal, que é o princípio de todos os movimentos da Natureza. São sábias e invisíveis; conhecem os segredos da Natureza e têm prazer em ajudar os homens bons.

O terceiro grupo de Elfos é as Salamandras, ou espíritos do fogo, que vivem no éter atenuado e espiritual que é o invisível elemento do fogo. Sem elas, o fogo material não pode existir; um fósforo não pode ser aceso e nem a pólvora produzirá suas chispas. O homem é incapaz de se comunicar adequadamente com as Salamandras, pois elas reduzem a cinzas tudo aquilo que se aproximem. Muitos místicos antigos, preparavam incensos especiais de ervas e perfumes, para que quando queimados, pudessem provocar um vapor especial e assim formar em seus rolos a figura de uma Salamandra, podendo assim sentirem sua presença. Paracelso afirma que muitas Salamandras são vistas na forma de bolas ou línguas de fogo correndo através dos campos ou irrompendo nas casas. Para muitos aqui no Brasil, costuma- se chamar estas aparições de "fogo- santelmo".

Mas, a maioria dos místicos, afirmam que as Salamandras são seres gigantes, imponentes e flamejantes em roupas fluidas, com uma armadura de fogo. Elas são as mais poderosas dos Elfos e têm como seu regente um magnífico espírito flamejante chamado Djim, terrível e aterrorizante na sua aparência. Os antigos sábios sempre foram advertidos para manter-se à distância delas, pois os benefícios derivados do seu estudo frequentemente não eram proporcionais ao preço que se pagava por eles. Elas possuem especial influência sobre as criaturas de temperamento ígneo e tempestuoso. Tanto nos animais como no homem, as Salamandras trabalham através da natureza emocional por meio do calor corpóreo, do fígado e da corrente sanguínea. Sem sua assistência, não haveria calor.

 OS Sílfides

O espírito elementar do ar


  Os Silfos são compostos dos mais puros átomos do ar; as suas mulheres e filhas são de extraordinária beleza.

Os Silfos, também são chamados Céfiros, são os elementares do ar. São espíritos que têm o seu reino nos ventos, brisas, rajadas, remoinhos, etc. Cada um é distinto segundo a sua manifestação, adoptam formas muito estranhas e estão presentes constantemente, mas em alguns dias parece que não movem nem una sola gota de ar.
O carácter deles, por general é muito amigável, salvo em determinadas horas em que os chefes dos ares tomam o comando e podem provocar grandes catástrofes. São muito alterados a amizade com eles evitaria muitos problemas. Existe quatro classes de ventos e distintas potencialidades, segundo o carácter que tenham nesse momento.


 Eles são os mais altos de todos os Elfos, já que seu elemento nativo é o de mais alta taxa vibratória. Vivem centenas de anos, frequentemente atingem um milénio de idade e nunca parecem envelhecer. O líder das Sílfides é chamado Paralda e afirma-se que vive na mais alta montanha da Terra.
Alguns acreditam que as Sílfides se reúnem em torno da mente de um sonhador, dos artistas, dos poetas, e os inspiram com seu conhecimento íntimo das maravilhas e obras da natureza. Seu temperamento é alegre, mutável e excêntrico. A elas atribuem a tarefa de modelar os flocos de neves, orientar os ventos e arrebanhar as nuvens, tarefa esta de desempenham com a ajuda das Ondinas, que lhes fornecem humidade

 
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net