Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
  LOJA OKÊ CABOCLO 
Amuletos & Taslismãs II

Balagandãs
(Barangandãs, Berenguendés: misticismo em adorno)



O Balangandã é um objecto de significado ritual religioso afrodescendente, confeccionado em prata e outros materiais encastoados desse metal. Os balangandãs são frutas, figas, moedas, contas de louça, dentes de animais, reunidos em uma peça de prata chamada nave. As pencas de balangandãs integraram as roupas tradicionais de crioula na Bahia do século XIX.
Palavra de origem onomatopaica sugerido pelo chocalhar dos enfeites. Alguns historiadores indicam o seu surgimento na Bahia. O seu nome, Balangandã, imita o som que produziam quando eram agitados pelos movimentos do corpo de quem os usava.

 

Descrição dos amuletos da penca de Balangandãs original, usada pelas negras:
 
Corrente
: símbolo da escravidão. Afasta mau-olhado e doenças.

 Pão de Angola: símbolo da longevidade.

 Pomba: símbolo dos santos mártires e devoção cristã.

 Romã: símbolo do género humano e fecundidade.

 Ferradura: símbolo da felicidade e sorte.

 Cabaça: Cosme e Damião - Usado para guardar água pelos escravos.

 Sol: Oxumaré - Deus do arco-íris e chuvas.

 Lua, Arco e Flecha: Oxóssi - Deus das florestas e da caça, São Jorge.

 Caranguejo: Omolú - Deus do Sofrimento.

 Espada: Iansã - Deusa dos raios, ventos e tempestades.

 Caju ou Machado duplo: Xangô - Deus do raio, trovão, fogo e justiça.

 Peixe: Yemanjá - Deusa das águas, mares e rios.

 Cajado: Oxalá - Deus do ar, céu, rios e montanhas.

 Uvas ou Leque: Oxum - Deus das águas doces, fontes e cachoeiras.

  




As escravas negras usavam-nos amarrados à cintura em dias de festa.

Acredita-se que os negros vindos da região do Islão foram os responsáveis pela produção desses ornamentos em metal, pois eles conheciam técnicas de fundição e trabalho dos metais. Escravos vindos dessas regiões chegaram em grandes quantidades à Bahia (Brasil). Diz-se que os Balangandãs afastam o mau-olhado e forças negativas.
Por volta dos anos 70, uma peça marcante da Joalharia foi inspirada neles... Os balangandãs eram então presos em grossas correntes de pulso, tudo em ouro ou prata, com ou sem pedras preciosas. Eis o nascimento da Pulseira de Berloques! Cada miniatura era mais delicada do que a outra, meteoros, globos, carrinhos, lanternas, chupetas, animais e mais uma infinidade de belos objectos, inclusive discos voadores...




Apesar de nunca terem desaparecido, hoje eles estão de volta aos colos femininos e masculinos também, presos a cordões de couro ou correntes e nos mais diversos materiais e cores, são considerados objectos de moda apesar de seguirem bem de perto os cultos e símbolos ancestrais pois os os símbolos são parecidos.
Um material utilizado com frequência nos balangandãs modernos são pedras, cristais de quartzo, rosa, fumo ou mesmo ágatas de diversas cores mas também os podemos encontrar em pedras preciosas e muito raras.
Todas as religiões, crenças e superstições são apresentadas... Do crucifixo cristão, estrela de David, até aos búzios, escaravelhos e moedas chinesas. O que importa é a fé.



Alguns dos ornamentos vistos hoje no Cordão de Balangandãs, usados pelas mulheres e homens mais elegantes:


Figa: tem a forma da mão fechada com o polegar entre os dedos médio e indicador. É um forte amuleto contra o mau-olhado e inveja. Essa aparência é também interpretada como um gesto obsceno e símbolo do ato sexual. A protecção oferecida por tal peça pode ser devida à crença de que as criaturas do mal são assexuadas e temem alusões que refiram-se à sexualidade. Não se pode dizer que sejam amuletos exclusivos da cultura Africana, pois já foram encontrados em países da Europa central. Dizem que a Figa "fecha o corpo" de quem a usa. Recomenda-se a quem perde uma figa para que não a procure, pois ela certamente leva consigo o mal que devia cair sobre a pessoa.


Trevo de Quatro Folhas
: favorece sorte no jogo, chama dinheiro, dá felicidade a quem o possui, propicia vida longa.

Tantos méritos numa pequena plantinha, o problema está em encontrá-la. O trevo com 3 folhas é muito comum e utilizado em muitas crenças de antigas culturas da Europa, já o de 4 folhas é raro. Há quem diga que ele sinaliza uma união, uma encruzilhada que marca um encontro importante.


Dente
: entre os guerreiros de antigas culturas simbolizavam bravura, status. Estão intimamente ligados à força, virilidade, fertilidade. O mais comum nos amuletos são dentes de animais, longas presas e o seu uso também afasta o Medo.


Garras de animais
: tem a mesma simbologia que os dentes.



Ferradura
: Traz felicidade e sorte. Afasta mau-olhado e desgraças. Três fortes elementos estão associados a esse objecto. O Ferro, metal temido pelos demónios e maus espíritos. A forma de uma Meia Lua evocando fertilidade, sensibilidade e contacto com o Cavalo, animal que simboliza força, vitalidade. Diz-se que se encontrado naturalmente ainda com um prego agarrado na ferradura, os seus poderes são mais fortes ainda. Na Europa quase todos os estábulos possuem uma na porta pois diz-se que afasta os males dos animais.


Pimenta
: o ardor que proporciona ao ser consumida foi o responsável por associá-la aos símbolos da Superstição. Acredita-se que possa afastar todo o mal deixando o inimigo com um terrível gosto em sua boca e ardor em suas entranhas. A cor viva de algumas espécies são atractivas para os olhos, "puxando" toda energia ruim que possa vir desse olhar.


Chave
: amuleto que tem o poder de abrir ou fechar. Pode abrir caminhos, facilitando conquistas. Diz-se que "fecha o corpo" contra os maus espíritos. Uma chave pode simbolizar um coração fechado esperando quem o abra para o amor. Pode ser também a marca de um grande segredo guardado. Quem encontra uma naturalmente, está prestes a viver uma revelação muito positiva.


Olho Grego
: o olho é o eterno símbolo da capacidade espiritual de ver. Ele também emite energias. O Olho Grego em especial é feito de vidro colorido, o mais comum é uma esfera branca com uma circunferência menor azul turquesa e uma bem pequena preta, representando a pupila. Afasta qualquer tipo de inveja. Enquanto realiza essa tarefa ele absorve tais energias, sendo assim pode se quebrar. Se isso ocorrer não se deve lastimar, ele cumpriu sua tarefa.


Mão-de-Fátima
: o nome desse talismã de origem Muçulmana é uma homenagem à filha do profeta Muhammad (Maomé). Esse símbolo representa também Fé, Oração, Jejum, Caridade, Peregrinação, os 5 pilares do Islão. É a representação da Justiça e Generosidade.


Sapo
: todas as ‘bruxas’ têm um. Pode ser associado tanto à Fertilidade quanto à Fortuna. Sua fácil reprodução e sua semelhança com o útero são os responsáveis pela associação à fertilidade. Quanto à Riqueza, diz-se que se tivermos um sapo todo o dinheiro que sai da carteira voltará para ela e os comerciantes costumam ter um perto da caixa registadora. Está ligado à Lua, á humidade, ao feminino. Algumas culturas acreditavam que as pérolas surgiam das entranhas de sapos especiais. Foi usado por egípcios, antigas culturas orientais e da América Latina além dos Alquimistas e mesmo pelos índios do Brasil.


Coração
: entre os 3 centros espirituais e vitais do ser humano esse é considerado aquele que equilibra os dois outros, cérebro e sexo. É o símbolo maior do Amor. Era a única víscera mantida no interior do corpo durante o processo de mumificação dos egípcios por ser considerado indispensável à conquista da eternidade. Quem usa um coração mantém acesa a chama do Amor, do carinho, do afecto.


Elefante
: símbolo da força não agressiva e sabedoria. Longevidade também é um de seus atributos. Dizem que um elefante branco anunciou o nascimento do Buda. Esse protector da família também é famoso por afastar demónios.


Moeda Chinesa
: na China do século VII a.C. moedas de cobre eram gravadas com ideogramas, dois ou quatro em cada peça. Os ideogramas sozinhos já são fortes escudos contra o mal, aliados ao metal tornam-se ainda mais fortes. Acredita-se que possam afastar o infortúnio da fome, as energias negativas e proteger contra epidemias, prolongando assim a vida.


Punhal ou Espada
: simbologia muito protectora. Corta as más energias que são dirigidas á pessoa e é um símbolo de força e coragem guerreira. Afasta os falsos amigos e os traidores.

 

 
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net